Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Recursos Naturais

Eu nasci nas agrestes serranias
Da nevoenta legendária Beira.
Lá onde o lobo a uivar consome os dias
E cresce e brilha a rubra flor da urgueira:
Onde o vento, ao passar, diz mil segredos...
E São João, no vivo e quente estio,
Soluça ao ver as moiras nos penedos,
Ou com as moças canta ao desafio.
Onde os rios, descendo sussurrantes,
Nas ladeiras em ásperos fragões,
Parecem velhos frades mendicantes
A rezarem pausadas orações.
Prof. Leite de Vasconcelos

 

Nascendo bem perto um do outro, na Freguesia de Várzea da Serra, os rios Varosa e Varosela, seu afluente, tomam rumos diferentes, abraçando a Serra de Santa Helena, para já no vale se unirem e, juntos, desaguarem no Rio Douro, perto da Régua.

Na descoberta das belezas naturais, poderá visitar sítios de cariz lendário: os calhaus da Moura, em Mondim da Beira, os calhaus de Santarém, em Formilo... ou percorrer um dos muitos circuitos pedonais. Margens do Varosa e do Galhosa; Monte de Santa Bárbara; Caminho de S. João de Tarouca a Vilarinho; Caminho de Santa Helena ao Cristo-Rei; Caminho de Vila Pouca a Eira Queimada...

Desde os vales abrigados aos locais mais elevados, passando pelas encostas soalheiras, as gentes de Tarouca aproveitaram a fertilidade dos solos plantando oliveiras, macieiras, videiras e castanheiros, diversificando, deste modo, a sua produção agrícola.

A natureza presenteou este concelho com uma abundante e aromática planta rústica: o sabugueiro, cujos frutos, dentre outras aplicações, são usados na indústria farmacêutica e cosmética.

 

imagem

Moinho no Varosa

imagem

Praia Fluvial de Ucanha

imagem

Parque de Merendas e Lazer do Toquinho