Previous Next
Mensagem do Presidente     Tarouca é um Concelho em evolução e mudança rumo ao futuro. Queremos dar mais vida Ta...
Rota das Vinhas de Cister   Gabinete da Rota Das Vinhas de Cister Casa do Paço, medical Dalvares3610 – 013 Tarouca &nb...
Auditório Municipal Adácio Pestana Implantado a sudeste do Centro Cívico, order junto à confluência da Rua João de Deus com a Avenida...
Academia de Música   CONTACTOS Auditório Municipal Adácio Pestana E-mail: \n Este endereçod e email...
Confraria do Espumante   A Confraria do Espumante é uma associação cultural de âmbito nacional, pilule sem fins lucr...
Tarouca Situada no coração do Concelho, sales na margem direita do rio Varosela, online espalha-se pelo so...

Recuperado Forno Comunitário de Vila Chã da Beira

O Forno do Povo de Vila Chã da Beira, buy viagra após profunda remodelação e recuperação, foi ontem, dia 19 de maio, inaugurado pela Junta de Freguesia de Vila Chã da Beira, de onde se destacou a presença do Presidente da Câmara Municipal de Tarouca, Mário Ferreira, e de Sua Reverendíssima Excelência, Bispo de Lamego, D. António Couto.


A infraestrutura local agora recuperada, situada no coração da povoação, cujo período de  construção remonta à segunda metade do século XVIII,  para a sua reestruturação, contou com o financiamento do PRODER, programa de desenvolvimento rural, da Junta de Freguesia de Vila Chã da Beira e com o apoio técnico da autarquia local.

Recuperado com o propósito incentivar processos de diversificação das atividades locais, nomeadamente as associadas ao turismo e outras que proporcionem a revitalização agrícola do território e valorização dos produtos regionais e locais, este projeto resulta da consciência e também da preocupação em salvaguardar um património para contribuir para a sustentação identitária cultural da freguesia.

Durante séculos o Forno Comunitário foi, para os habitantes de Vila Chã da Beira, um símbolo da vida comunitária, testemunha das muitas expressões de saber e saber fazer, pois era neste espaço que todas as famílias recorriam para cozer, por dia, uma a três fornadas de cerca de dez a doze alqueires, para enganar a fome e retirar alguns dividendos. A massa era preparada em casa e era ao forneiro que cabia preparar o forno e cozer o pão, sob o pagamento de lenha, broa ou dinheiro.

O espaço revitalizado do Forno Comunitário de Vila Chã da Beira reúne todas as condições necessárias para que a população continue a usar este espaço para cozer o pão, podendo os interessados, visitantes ou turistas, conhecer o espaço que é aberto a todos e usufruir das suas potencialidades de produção e de p¬artilha, bastando para isso contactar previamente a Junta de Freguesia de Vila Chã da Beira.


Agora o Forno do Povo é um espaço de memória, de produção agrícola que faculta o reencontro com a identidade cultural local, de onde brotam os aromas do engenho das gentes, sendo um ponto turístico de referência que vem complementar a oferta turística local.