Previous Next
Academia de Música   CONTACTOS Auditório Municipal Adácio Pestana E-mail: \n Este endereçod e email...
Auditório Municipal Adácio Pestana Implantado a sudeste do Centro Cívico, order junto à confluência da Rua João de Deus com a Avenida...
Confraria do Espumante   A Confraria do Espumante é uma associação cultural de âmbito nacional, pilule sem fins lucr...
Rota das Vinhas de Cister   Gabinete da Rota Das Vinhas de Cister Casa do Paço, medical Dalvares3610 – 013 Tarouca &nb...
Mensagem do Presidente     Tarouca é um Concelho em evolução e mudança rumo ao futuro. Queremos dar mais vida Ta...
Tarouca Situada no coração do Concelho, sales na margem direita do rio Varosela, online espalha-se pelo so...

Providência cautelar interposta por município e freguesias segue para tribunal

buy cialis times;">Tarouca e os Tarouquenses não aceitam extinção de freguesias

Os Presidentes da Câmara Municipal e Juntas de Freguesia do Concelho de Tarouca entregaram hoje, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu, uma providência cautelar interposta pelo município e freguesias contra a extinção das freguesias.

 

As Populações, as Freguesias e o Município de Tarouca exigem o respeito da sua identidade e da sua integridade; exigem o respeito pelo princípio da igualdade, da equidade, da participação dos cidadãos na defesa do interesse público; exigem o respeito pelo princípio da legalidade e pelos princípios constitucionais.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em obediência a tais princípios declaram, em uníssono, o seu propósito de desenvolver todas as diligências necessárias para que a legalidade e a constitucionalidade desta pseudo reorganização administrativa territorial autárquica seja objecto de apreciação jurisdicional, sem prejuízo do princípio da separação dos poderes do Estado (bem antes pelo contrário, para reforço de tal princípio e consagração da independência das instituições que desempenham tais poderes), apelando a todas as Entidades e Comunidades Locais, Regionais e Nacionais para a defesa intransigente dos seus direitos constitucionalmente garantidos.

 

Uma verdadeira reorganização administrativa será aquela que respeite a identidade histórica, cultural e social das populações, que resulte do diálogo e da participação ativa de todos os cidadãos através dos seus órgãos representativos, nomeadamente as Assembleias de Freguesia, que promova uma maior representação do Estado das junto das comunidades locais bem como uma maior proximidade dos serviços públicos como motor do desenvolvimento local, em vez de esta extinção, cega, de freguesias, com objetivos obscuros e inconfessados.