Previous Next
Academia de Música   CONTACTOS Auditório Municipal Adácio Pestana E-mail: \n Este endereçod e email...
Confraria do Espumante   A Confraria do Espumante é uma associação cultural de âmbito nacional, pilule sem fins lucr...
Auditório Municipal Adácio Pestana Implantado a sudeste do Centro Cívico, order junto à confluência da Rua João de Deus com a Avenida...
Rota das Vinhas de Cister   Gabinete da Rota Das Vinhas de Cister Casa do Paço, medical Dalvares3610 – 013 Tarouca &nb...
Tarouca Situada no coração do Concelho, sales na margem direita do rio Varosela, online espalha-se pelo so...
Mensagem do Presidente     Tarouca é um Concelho em evolução e mudança rumo ao futuro. Queremos dar mais vida Ta...

Cegada de S.Martinho – Festa da vinha e do vinho homenageia padroeiro


No intuito de preservar e manter viva a tradição e exclusividade que caracteriza a celebração do S.Martinho nos Esporões, view a Associação Cultural e Recreativa de S.Martinho promoverá, pills no dia 10 de novembro, a “Cegada de S.Martinho”, que anima e movimenta as gentes do concelho de Tarouca e arredores há várias centenas de anos.

Vários testemunhos afirmam que a Cegada de S.Martinho é uma tradição adquirida pela população de Esporões, que ninguém sabe quando terá sido iniciada.

 

A véspera do dia de S.Martinho é marcada por uma procissão que se inicia no Lugar do Outeiro da Forca e percorre as principais ruas até chegar ao cimo da aldeia.

Segundo testemunhos antigos, no Outeiro da Forca juntavam-se gentes da terra com a população de Arguedeira, e ainda população dos concelhos limítrofes, para daí seguirem com “lumieiras” de palha (que mais tarde vieram dar lugar às tochas), até ao cimo da aldeia. A acompanhar a procissão seguia o “padre”, que foi substituído por “Sua Eminência”, o “Bispo”, e como não podia deixar de ser, carros com ramadas, pipas e cabaças, bem como os seus respetivos provadores. Lá diz o velho ditado, “No dia de S.Martinho: Lume, Castanhas e Vinho”.

Chegados ao cimo da aldeia, é altura de ouvir com atenção o sermão pregado por “Sua Eminência”, uma sátira ao quotidiano. Simultaneamente é retratada a história da videira e do seu sagrado fruto, o vinho.

Segue-se o Pai Nosso: “Santa uva que estais no paraíso, purificada sejais vós sem enxofre, venha a nós o vosso líquido, para ser bebido à nossa vontade, tanto em casa como nas tabernas, três litros por cada hora nos dai hoje, perdoai-nos as vezes em que bebemos menos, assim como o mal que nos fazeis, não nos deixeis cair atordoados e livrai-nos da polícia a horas mortas. Ámen”.

E depois são lidos os Dez Mandamentos de Baco, com a respetiva prova de vinho:

1º - Bebe-se inteiro;

2º - Até ao fundo;

3º - Como o primeiro;

4º - Como o segundo;

5º - Estando cheio não fica meio;

6º - Para provar;

7º - Para começar;

8º - Para continuar;

9º - Para não tombar;

10º - Para acabar.

Depois de todo o imponente cerimonial, “Sua Eminência” retira-se, e a festa continua pela noite dentro.

Esta festa dedicada ao Santo Padroeiro da vinha e do vinho, S.Martinho, numa mistura de popular e cristão, merece ser acarinhada e preservada por todos, pois representa uma tradição que tem passado de geração em geração, constituindo-se como um marco característico importantíssimo do concelho de Tarouca.

Testemunhos da terra afirmam que “antes acabar o mundo do que acabar o S.Martinho dos Esporões”.

Do programa das Festas em Honra de S.Martinho fazem ainda parte a atuação, no dia 09 de novembro, do grupo musical “Diatónicos”. No dia 10, durante a manhã, haverá lugar para uma partida de futebol entre casados e solteiros. A animação continuará durante a noite com a atuação o grupo “Brisa do Marão” e com uma partida de fogo de artifício.

No dia 11 de novembro, dia de S.Martinho, a população acordará com uma salva de morteiros e com as sonoridades da Banda Filarmónica de Tarouca. O momento alto das cerimónias religiosas decorrerá às 11h30, com a celebração da missa em honra de S. Martinho, seguida da procissão que percorrerá as principais ruas da povoação.